PT EN
Quero Visitar Quero Expor

Todas Notícias Voltar

Metalurgia na web - fontes diversas

Publicado em 24/09/2018 - 10:21  

Thumb post image

Feiras do Brasil (São Paulo-SP)

22/09/2018 05:41:00

Metalurgia supera expectativas e deve gerar R$ 350 milhões em negócios
Feira recebe 13 mil visitantes de 17 estados brasileiros e de outros 11 países


O clima de satisfação foi geral entre as 120 marcas expositoras da Metalurgia 2018Feira e Congresso Internacional de Tecnologia para Fundição, Siderurgia, Forjaria, Alumínio e Serviços, realizada de 18 a 21 de setembro, em Joinville, SC. A estimativa de negócios deve ultrapassar os R$ 350 milhões em contratos assinados durante a feira ou de contatos iniciados no evento e que deverão ser consolidados nos próximos 18 meses, superando a expectativa inicial da organização.

O número de visitantes atingiu a marca de 13 mil pessoas, vindas de 17 estados, de 344 diferentes cidades, abrangendo todas as regiões do país, incluindo representantes da maioria das fundições do Brasil. Além disso, foram registrados visitantes de outros 11 países, três da Europa – Alemanha, Itália e Suíça – e oito das Américas – Argentina, Bolívia, Colômbia, EUA, Equador, México, Paraguai e Uruguai. A qualidade dos visitantes está evidente no perfil identificado no evento. 16% são presidentes, vice, sócios ou diretores, 21% ocupam cargos gerenciais, 50% funções técnicas e 13% estudantes. O maior grupo de visitantes, 25% vem do segmento de fundição, 10% do automotivo e 18% de engenharia, siderurgia, agrícola e tratamento térmico. A maioria veio em busca de máquinas e equipamentos, seguido de fundições e peças fundidas, automação, controle de processos e medição, fornos, caldeiras e tratamento térmico.

Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil avalia que o clima entre os expositores é altamente positivo. “A feira cumpriu o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo por ser a ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações. Nada substitui o face a face”, argumenta.

O presidente da Abifa – Associação Brasileira da Fundição, Afonso Gonzaga, reforça a importância das empresas se posicionarem em feiras de negócio. “É um indutor de desenvolvimento, gestão, inovação e tecnologia, pois possibilita as empresas investirem na inovação tecnológica dos parques fabris”, destaca. Gonzaga lembra que o setor tem uma significativa participação no desenvolvimento do país, por agregar 64 mil empresas e acumular um faturamento anual de 6,5 bilhões de dólares. “O momento do mercado sinaliza um crescimento de 6,5% em volume de produção em 2018, em comparação a 2017”, acrescenta.

Para os expositores, a feira trouxe o retorno esperada e, na maioria das vezes, foi até superior. Mário Di Caterina, diretor da Deumex, diz que a Metalurgia surpreendeu pela qualidade do público. “São profissionais focados em processos, equipamentos e negócios. Conseguimos contatar pelo menos cinco possibilidades de negócios em curto prazo”, aposta.

Benedito Catneiro, diretor da norte-americana Leco, que já foi expositor da Metalurgia, veio para especular o ambiente do evento e avaliar a possibilidade de voltar a expor na próxima ediçãoem 2020s. “Encontrei empresa de ponta e de qualidade o que deve nos motivar a retornar como expositores”, conclui.

Fernando Mauri, gerente da Inductotherm, a líder mundial em aquecimento por indução, pondera a melhora do evento em relação à edição de 2016. “É um reflexo de que o mercado está aquecendo e que teremos boas oportunidades de negócio nos próximos meses. Além disso, ficamos satisfeitos com a qualidade técnica do público, que visita o evento com objetivos claros, busca por inovação, tecnologia e foco em negócios”, reforça.

Fred Ziegler, diretor da Ztech, recebeu um público qualificado desde o primeiro dia. “São profissionais com interesse em inovações e estamos na expectativa de consolidar grandes negócios pós-feira, considerando a procura por inovação e a qualidade dos profissionais que nos visitaram”, avalia.

Eventos simultâneos com foco em profissionalização

Pela primeira vez a Metalurgia contou com programação de workshops técnicos sobre inovações e tecnologias para o setor, apresentados por expositores. Foram 16 palestras gratuitas que contaram com a participação de 480 profissionais.

O Espaço Portal do Aquecimento Industrial, integrado à feira, abordou assuntos relacionados à indústria 4.0, aquecimento industrial e tecnologias voltadas às fundições. Foram 18 palestras gratuitas que reuniram 285 pessoas na feira, além dos que acompanharam a transmissão online.

O palestrante Bruno Marques Macedo, gerente técnico da Contemp, observou que foi uma oportunidade para os clientes esclarecerem as dúvidas sobre processos de tratamento térmico. “O público trouxe novas ideias e demandas de produtos que podem ser desenvolvidos”, completa. Juntos, os workshops e palestras gratuitas somaram 36 horas de capacitação.

Um dos temas mais comentados atualmente no meio industrial, em todo o mundo, esteve no debate central do Cintec 2018 Fundição. As 12 palestras e minicursos foram contemplados 560 profissionais.

Rodada de Negócios

A Rodada de Negócios realizada durante a feira, ampliou a possibilidade de consolidar parcerias e contratos. Foram promovidas 275 reuniões de negócios entre empresários que demandam e ofertam produtos e serviços, com a participação de 84 pessoas. Na mesa de negociações participaram oito empresas compradoras, incluindo as grandes fundições da região – Tupy, Embraco, Schulz Automotive, LS Tractor, ArcelorMittal, Ciser, Fremax e Marcopolo – e 39 fornecedores. Durante o evento foram consolidados R$ 3,65 milhões em negócios, o que deve ser ampliado para R$ 18 milhões nos próximos seis meses.

Rafael Kozoski, da KNX Alumínio, participou pela primeira vez da rodada e avalia a oportunidade como muito produtiva para os fornecedores. “Fazemos o contato direto com o comprador. O caminho é encurtado porque chegamos na pessoa certa. Estou animado com as possibilidades de negócios”, acrescenta.

Gustavo Zattar, da área de Suprimentos Indiretos da Embraco, avaliou boas oportunidades em microfundidos e processos químicos. “Foi produtivo para conhecer novos fornecedores e opções inovadoras de produtos no mercado”, reforça.

Sobre a Metalurgia

Realizada a cada dois anos, a 11ª edição a Metalurgia reuniu 120 expositores vindos de 39 diferentes cidades do Brasil, além da China, Espanha, Itália e Alemanha, que ocupam área de 8.000 m² de exposição no Centro de Convenções e Exposições Expoville. Organizada pela Messe Brasil, a Metalurgia é uma realização da Abifa (Associação Brasileira da Fundição) e têm o apoio da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), da Abimei (Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais), do ICZ (Instituto Brasileiro de Metais Não Ferrosos), da Sociedade Brasileira de Metrologia e da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). A Metalurgia 2020 já tem data e será realizada de 15 a 18 de setembro.

Feiras Industriais (São Paulo-SP)

12/09/2018 00:00:00

Conteúdos Exclusivos e Gratuitos na Metalurgia 2018 - Participe
Editoria/Coluna/Seção/Autor: Redação


18 de Setembro - Terça Feira - Palestras Gratuitas - WorkShop

18:00

Diferenciais da VCM no Processo de Calderaria
VCM Calderaria - Duração: 60 minutos - Palestrante: Carlos Roberto Valim

19 de Setembro - Quarta-Feira - Palestras Gratuitas - WorkShop

15:00

A digitalização do processo térmico faz com que seus fornos falem com você.
PERFILTERMICO - Duração: 60 minutos - Palestrante: Claudio Henrique Goldbach

16:00

As vantagens do uso de inoculates com extronsio e alumínio na fabricação de ferro fundido cinzento
ELKEM - Duração: 60 minutos - Palestrante: Rob Logan

17:00

Recuperação de alumínio para reciclagem – estado da arte em tecnologias de separação por Eddy Current.
STEINERT - Duração : 60 minutos - Palestrante: Leandro Campos Araújo

18:00

Alternativas e soluções para análises químicas em metalurgia
SHIMADZU - Duração: 30 minutos - Palestrante: Alexandre Braga da Silva

19:00

Zamac: principais aplicações e desenvolvimento de mercado
ICZ - Duração: 50 minutos - Palestrante: Eng. Patrícia Bordon Sarac

20:00

Coach na Liderança! Em qualquer Tempo.
FTA - Duração: 60 minutos - Palestrante: Franco Sales

20 de Setembro - Quinta-Feira - Palestras Gratuitas - WorkShop

15:00

Benefícios do uso de inoculante com bismuto na fabricação de ferro fundido nodular.
FROG Ferro Ligas - Duração: 45 minutos -Palestrante: Antonio George e Paulo Bataier

16:00

Inspeção de raios X. Soluções por Fluroscopia e Tomografia Computadorizada
SHIMADZU - Duração: 60 minutos - Palestrante: Carlos Sergio Abib

17:00

Uso do Carbeto de Silício em Processos de Fundição de Ferros Fundidos.
SAINT-GOBAIN- Duração: 40 minutos - Palestrante: Klebson Luiz Silva

18:00

Novas tecnologias de separação de gases atmosféricos para uso na indústria metalúrgica.
PCIGASES - Duração: 45 minutos - Palestrante: Otávio Budal

19:00

Impregnação de Metais com Tecnologia Italiana.
VL Impregnação - Duração: 30 minutos - Palestrante: Cisotto Giorgio

21:00 Sexta-Feira - Palestras Gratuitas - WorkShop

18:00

Particularidades de Sensores de Temperatura
CONTEMP - Duração: 60 minutos - Palestrante: Eduardo Toselli

Feiras Industriais (São Paulo-SP)

24/08/2018 00:00:00

Destaques dos Expositores da Metalurgia 2018
Produtos em Destaque na Metalurgia 2018

Shimadzu irá expor instrumentos analíticos e de medição para diversas indústrias durante a Metalurgia 2018

A ampla linha de instrumentos analíticos indispensáveis para pesquisa, desenvolvimento e controle de qualidade em diferentes segmentos estará em evidência no estande da Shimadzu na Metalurgia. Essa linha de instrumentos inclui cromatógrafos, espectrômetros, sistemas de análise elementar e de superfície. Além disso, dispõe de equipamentos para testes físicos com alta precisão e tecnologia de medição que são essenciais para o desenvolvimento e qualidade do produto. Leia mais

Minatti lança na Metalurgia solução de prototipagem rápida com modelos produzidos em impressora 3D

A solução de prototipagem rápida com fabricação de peças em ferro fundido, a partir de modelos fabricados em impressoras 3D, é o lançamento da Minatti na Metalurgia 2018. A tecnologia permite grande velocidade na entrega de amostras e de pequenos lotes, para indústrias de manutenção de máquinas e equipamentos, reduzindo o custo de fabricação de peças diversas, de acordo com a necessidade. Leia mais

Euromac destaca na feira, novas tecnologias para a linha de equipamentos com foco na redução de custos

As tecnologias e soluções inovadoras utilizadas e aperfeiçoadas continuamente pela Euromac estarão em evidência no seu estande da Metalurgia. As tecnologias diferenciam a empresa no mercado por oferecer aos clientes soluções focadas na redução de custos de produção, otimização das atividades dos profissionais e aumento de produtividade. Leia mais


OCP News (Jaraguá do Sul-SC)

21/09/2018 18:41:00

Metalurgia supera expectativas e deve gerar R$ 350 milhões em negócios

O clima de satisfação foi geral entre as 120 marcas expositoras da Metalurgia 2018 - Feira e Congresso Internacional de Tecnologia para Fundição, Siderurgia, Forjaria, Alumínio e Serviços, realizada de 18 a 21 de setembro, em Joinville. A estimativa de negócios deve ultrapassar os R$ 350 milhões em contratos assinados durante a feira ou de contatos iniciados no evento e que deverão ser consolidados nos próximos 18 meses, superando a expectativa inicial da organização.
O número de visitantes atingiu a marca de 13 mil pessoas, vindas de 17 estados, de 344 diferentes cidades, abrangendo todas as regiões do país, incluindo representantes da maioria das fundições do Brasil. Além disso, foram registrados visitantes de outros 11 países, três da Europa - Alemanha, Itália e Suíça - e oito das Américas - Argentina, Bolívia, Colômbia, EUA, Equador, México, Paraguai e Uruguai.
A qualidade dos visitantes está evidente no perfil identificado no evento. 16% são presidentes, vice, sócios ou diretores, 21% ocupam cargos gerenciais, 50% funções técnicas e 13% estudantes. O maior grupo de visitantes, 25% vem do segmento de fundição, 10% do automotivo e 18% de engenharia, siderurgia, agrícola e tratamento térmico. A maioria veio em busca de máquinas e equipamentos, seguido de fundições e peças fundidas, automação, controle de processos e medição, fornos, caldeiras e tratamento térmico.
Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil avalia que o clima entre os expositores é altamente positivo.
?A feira cumpriu o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo por ser a ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações. Nada substitui o face a face?, argumenta.
O presidente da Abifa (Associação Brasileira da Fundição), Afonso Gonzaga, reforça a importância das empresas se posicionarem em feiras de negócio.
?É um indutor de desenvolvimento, gestão, inovação e tecnologia, pois possibilita as empresas investirem na inovação tecnológica dos parques fabris?, destaca.
Gonzaga lembra que o setor tem uma significativa participação no desenvolvimento do país, por agregar 64 mil empresas e acumular um faturamento anual de 6,5 bilhões de dólares.
?O momento do mercado sinaliza um crescimento de 6,5% em volume de produção em 2018, em comparação a 2017?, acrescenta.
Para os expositores, a feira trouxe o retorno esperada e, na maioria das vezes, foi até superior. Mário Di Caterina, diretor da Deumex, diz que a Metalurgia surpreendeu pela qualidade do público.
?São profissionais focados em processos, equipamentos e negócios. Conseguimos contatar pelo menos cinco possibilidades de negócios em curto prazo?, aposta.
Pela primeira vez a Metalurgia contou com programação de workshops técnicos sobre inovações e tecnologias para o setor, apresentados por expositores. Foram 16 palestras gratuitas que contaram com a participação de 480 profissionais.
O Espaço Portal do Aquecimento Industrial, integrado à feira, abordou assuntos relacionados à indústria 4.0, aquecimento industrial e tecnologias voltadas às fundições. Foram 18 palestras gratuitas que reuniram 285 pessoas na feira, além dos que acompanharam a transmissão online.
Realizada a cada dois anos, a 11ª edição a Metalurgia reuniu 120 expositores vindos de 39 diferentes cidades do Brasil, além da China, Espanha, Itália e Alemanha, que ocupam área de 8.000 m² de exposição no Centro de Convenções e Exposições Expoville. Organizada pela Messe Brasil, a Metalurgia é uma realização da Abifa (Associação Brasileira da Fundição) e têm o apoio da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), da Abimei (Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais), do ICZ (Instituto Brasileiro de Metais Não Ferrosos), da Sociedade Brasileira de Metrologia e da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). A Metalurgia 2020 já tem data e será realizada de 15 a 18 de setembro.
*Com informações de assessoria de imprensa

Fazer Aqui (Joinville-SC)

22/09/2018 08:08:18

Metalurgia supera expectativas e deve gerar R$ 350 milhões em negócios
Editoria/Coluna/Seção/Autor: fazeraqui

O clima de satisfação foi geral entre as 120 marcas expositoras da Metalurgia 2018 - Feira e Congresso Internacional de Tecnologia para Fundição, Siderurgia, Forjaria, Alumínio e Serviços, realizada de 18 a 21 de setembro, em Joinville. A estimativa de negócios deve ultrapassar os R$ 350 milhões em contratos assinados durante a feira ou de contatos iniciados no evento e que deverão ser consolidados nos próximos 18 meses, superando a expectativa inicial da organização.
Feira recebeu 13 mil visitantes de 17 Estados brasileiros e de outros 11 países (Fotos: Christophe de Lima)
O número de visitantes atingiu a marca de 13 mil pessoas, vindas de 17 Estados e 344 cidades, abrangendo todas as regiões do País, incluindo representantes da maioria das fundições do Brasil. Além disso, foram registrados visitantes de outros 11 países, três da Europa - Alemanha, Itália e Suíça - e oito das Américas - Argentina, Bolívia, Colômbia, EUA, Equador, México, Paraguai e Uruguai.
A qualidade dos visitantes está evidente no perfil identificado no evento: 16% são presidentes, vices, sócios ou diretores; 21% ocupam cargos gerenciais; 50%, funções técnicas; e 13%, estudantes. O maior grupo de visitantes, 25%, veio do segmento de fundição, 10% do automotivo e 18% de engenharia, siderurgia, agrícola e tratamento térmico. A maioria veio em busca de máquinas e equipamentos, seguido de fundições e peças fundidas, automação, controle de processos e medição, fornos, caldeiras e tratamento térmico.
Opiniões
Richard Spirandelli, diretor da Messe Brasil, avalia que o clima entre os expositores é altamente positivo. ?A feira cumpriu o seu papel de relacionamento, negócios e capacitação, consolidando-se como o investimento em marketing B2B mais completo por ser a ferramenta que gera mais credibilidade nas negociações. Nada substitui o face a face?, argumenta.
O presidente da Associação Brasileira da Fundição (Abifa), Afonso Gonzaga, reforça a importância das empresas se posicionarem em feiras de negócio. ?É um indutor de desenvolvimento, gestão, inovação e tecnologia, pois possibilita às empresas investirem na inovação tecnológica dos parques fabris?, destaca.
Gonzaga lembra que o setor tem uma significativa participação no desenvolvimento do País, por agregar 64 mil empresas e acumular um faturamento anual de 6,5 bilhões de dólares. ?O momento do mercado sinaliza um crescimento de 6,5% em volume de produção em 2018, em comparação a 2017?, acrescenta.
Para os expositores, a feira trouxe o retorno esperado e, na maioria das vezes, foi até superior. Mário Di Caterina, diretor da Deumex, diz que a Metalurgia surpreendeu pela qualidade do público. ?São profissionais focados em processos, equipamentos e negócios. Conseguimos contatar pelo menos cinco possibilidades de negócios em curto prazo?, aposta.
Benedito Catneiro, diretor da norte-americana LECO, que já foi expositor da Metalurgia, veio para especular o ambiente do evento e avaliar a possibilidade de voltar a expor na próxima edição, em 2020. ?Encontrei empresa de ponta e de qualidade, o que deve nos motivar a retornar como expositores?, conclui.
Fernando Mauri, gerente da Inductotherm, a líder mundial em aquecimento por indução, pondera a melhora do evento em relação à edição de 2016. ?É um reflexo de que o mercado está aquecendo e que teremos boas oportunidades de negócio nos próximos meses. Além disso, ficamos satisfeitos com a qualidade técnica do público, que visita o evento com objetivos claros, busca por inovação, tecnologia e foco em negócios?, reforça.
Fred Ziegler, diretor da Ztech, recebeu um público qualificado desde o primeiro dia. ?São profissionais com interesse em inovações e estamos na expectativa de consolidar grandes negócios pós-feira, considerando a procura por inovação e a qualidade dos profissionais que nos visitaram?, avalia.
Eventos simultâneos com
foco em profissionalização
Pela primeira vez, a Metalurgia contou com programação de workshops técnicos sobre inovações e tecnologias para o setor, apresentados por expositores. Foram 16 palestras gratuitas, com participação de 480 profissionais.
O Espaço Portal do Aquecimento Industrial, integrado à feira, abordou assuntos relacionados à indústria 4.0, aquecimento industrial e tecnologias voltadas às fundições. Foram 18 palestras gratuitas que reuniram 285 pessoas na feira, além dos que acompanharam a transmissão online.
O palestrante Bruno Marques Macedo, gerente técnico da Contemp, observou que foi uma oportunidade para os clientes esclarecerem as dúvidas sobre processos de tratamento térmico. ?O público trouxe novas ideias e demandas de produtos que podem ser desenvolvidos?, completa. Juntos, os workshops e as palestras gratuitas somaram 36 horas de capacitação.
Um dos temas mais comentados atualmente no meio industrial, em todo o mundo, esteve no debate central do Cintec 2018 Fundição. As 12 palestras e minicursos alcançaram 560 profissionais.
Rodada de Negócios
A Rodada de Negócios realizada durante a feira ampliou a possibilidade de consolidar parcerias e contratos. Foram promovidas 275 reuniões de negócios entre empresários que demandam e ofertam produtos e serviços, com a participação de 84 pessoas.
Na mesa de negociações participaram oito empresas compradoras, incluindo as grandes fundições da região - Tupy, Embraco, Schulz Automotive, LS Tractor, ArcelorMittal, Ciser, Fremax e Marcopolo - e 39 fornecedores. Durante o evento foram consolidados R$ 3,65 milhões em negócios, o que deve ser ampliado para R$ 18 milhões nos próximos seis meses.
Rafael Kozoski, da KNX Alumínio, participou pela primeira vez da rodada e avalia a oportunidade como muito produtiva para os fornecedores. ?Fazemos o contato direto com o comprador. O caminho é encurtado porque chegamos na pessoa certa. Estou animado com as possibilidades de negócios?, acrescenta.
Gustavo Zattar, da área de Suprimentos Indiretos da Embraco, avaliou boas oportunidades em microfundidos e processos químicos. ?Foi produtivo para conhecer novos fornecedores e opções inovadoras de produtos no mercado?, reforça.
Sobre a Metalurgia
Realizada a cada dois anos, a 11ª edição a Metalurgia reuniu 120 expositores vindos de 39 diferentes cidades do Brasil, além da China, Espanha, Itália e Alemanha, que ocupam área de 8.000 m² de exposição no Centro de Convenções e Exposições Expoville. Organizada pela Messe Brasil, a Metalurgia é uma realização da Associação Brasileira da Fundição (Abifa) e tem o apoio da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), da Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei), do Instituto Brasileiro de Metais Não Ferrosos (ICZ), da Sociedade Brasileira de Metrologia e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A Metalurgia 2020 já tem data, e será realizada de 15 a 18 de setembro.
(Simone Hülse Feuser / Assessoria de Comunicação - Messe Brasil)


G1

20/09/2018 19:28:00

Veja a agenda dos candidatos ao governo de SC nesta quinta-feira (20)
A NSC TV acompanhou os compromissos de Décio Lima (PT) e Mauro Mariani (MDB).

O NSC Notícias acompanhou nesta quinta-feira (20) os compromissos de campanha dos candidatos ao governo de Santa Catarina, Décio Lima (PT) e Mauro Mariani (MDB).
A reportagem mostra a agenda de dois candidatos a cada dia. Os que tiveram mais de 5% na última pesquisa Ibope são acompanhados duas vezes por semana, com entrevista. Os demais, uma vez por semana sem entrevista.
Confira projeto do G1 Da Boca do Candidato
Participe do Jogo Eleitoral
Décio Lima (PT) visitou a Associação dos Deficientes Visuais, em Joinville, concedeu entrevistas para rádios locais e seguiu para uma reunião com a reitoria da Univille. O candidato ainda visitou o Instituto de Inclusão pela Arte, uma instituição sem fins-lucrativos que atende crianças, adolescentes e adultos com algum tipo de deficiência.
A noite, Décio Lima deve visitar a Feira da Metalurgia e se reunir com professores da Udesc.
Mauro Mariani (MDB) cumpriu agenda no Oeste. Durante a manhã, o candidato passou pela cidade de Descanso e seguiu em carreata para Iporã do Oeste, onde conversou com a população, fez passeata pelo Centro, visitou o comitê do partido e uma cooperativa.
O candidato Mauro Mariani deve terminar a quinta-feira em Itapiranga, numa mobilização macrorregional.

Diário Catarinense (Florianópolis-SC)

20/09/2018 06:00:00

Eleições SC: confira a agenda dos candidatos ao governo nesta quinta-feira

Os candidatos estão percorrendo o Estado em campanha. Desde o dia 21 de agosto o divulga a agenda disponibilizada pelas assessorias.
Confira abaixo qual a programação de cada um dos oito postulantes ao cargo de governador de SC:
Camasão - Psol
09h30 - Entrevistas a rádios de Xanxerê;
13h30 - Entrevistas a rádios e sites;
18h - Panfletagem no centro de Xanxerê;
20h - Roda de conversa em Xanxerê.
Comandante Moisés - PSL
A agenda do candidato não foi disponibilizada.
Décio Lima - PT
8:30 - Reunião com o Presidente e Diretor Comercial do Perini Business Park;
10h - Visita à AJIDEVI - Associação dos Deficientes visuais de Joinville;
13h - Entrevista Rádio Cultura;
15h - Reunião com a Reitoria da Univille;
16h - Visita ao IMPAR Instituto de Inclusão pela Arte;
17h - Visita à Feira da metalurgia, em Joinville;
18h - Reunião com professores da UDESC, em Joinville.
Gelson Merísio - PSD
8h - Visita a agroindústrias e cooperativas da região de Chapecó;
10h30 - Visita e entrevista ao jornal Diário do Iguaçu, de Chapecó;
11h30 - Caminhada e almoço com lideranças da região de Quilombo;
14h30 - Gravação para o Programa Eleitoral;
19h30 - Lançamento da candidatura a deputado federal de Ricardo Guidi (PSD) - Centro de Eventos Germano Rigo, em Criciúma;
20h30 - Lançamento da candidatura a deputado estadual de Ulisses Gabriel, em Orleans.
Ingrid Assis - PSTU
A agenda não foi disponibilizada.
Jessé Pereira - Patriota
A agenda não foi disponibilizada.
Mauro Mariani - MDB
09h - Carreata em Descanso;
10h20 - Caminhada e Bandeiraço em Iporã do Oeste;
12h - Mobilização Macrorregional em Itapiranga;
14h30 - Carreata em Mondaí;
15h - Carreata em Riqueza
15h30 - Carreata em Caibi;
16h - Carreata em Palmitos;
18h - Carreata em Cunha Porã;
19h30 - Mobilização Macrorregional em Maravilha.
Portanova - Rede
A agenda não foi disponibilizada.


O Jornaleiro (São Bento do Sul-SC)

21/09/2018 19:00:00

Décio Lima assume compromisso com a Univille e Udesc
Editoria/Coluna/Seção/Autor: Luzardo


Joinville – O candidato ao governo de Santa Catarina, Décio Lima, anunciou que priorizará a Educação em sua gestão. Ele visitou a Univille e a Udesc, onde recebeu as pautas das universidades, nesta quinta-feira, em Joinville. “Vamos fazer uma revolução na Educação. Assumo o compromisso de garantir recursos para o sistema Acafe e de expandir os campus da Udesc no estado”, afirmou.
Décio Lima alertou que o governo do estado repassou apenas R$65,69 milhões ao invés de R$ 230, 93 milhões referente ao artigo 170. “O atual governo não cumpre nem o mínimo constitucional em Educação. Vamos romper com este modelo e governar ao lado das universidades”, defendeu.
A reitora da Univille, Sandra Furlan, entregou a carta compromisso da entidade e enfatizou a necessidade de recursos para a universidade, em especial, para ciência e tecnologia.
O candidato ao governo reuniu-se com os professores da Udesc e afirmou que duplicará o piso salarial do professor nos próximos quatro anos e desbloqueará a carreira.

Pessoas com Deficiência
Décio Lima visitou a AJIDEVI – Associação dos Deficientes Visuais e o Instituto de Inclusão pela Arte – ÍMPAR e conversou sobre as dificuldades de políticas públicas de inclusão social.
Na cidade, encerrou a agenda na Feira da Metarlurgia. Acompanham a agenda a candidata ao Senado, Ideli Salvatti, o candidato a deputado federal Bento e o candidato a suplente de Senado, Írio Corrêa.